Londres fora do óbvio: 4 locais para conhecer

SABORES
ROLAR PARA VER

Se o Ocidente tivesse que eleger uma capital, Londres certamente seria uma de suas principais candidatas. Com vestígios históricos datados de 4500 a.C., a capital da Inglaterra perpassou diversos altos e baixos ao longo de sua longa história, desde o domínio romano nos primeiros séculos depois de Cristo, até a Revolução Industrial que a catapultou ao topo do planeta.

 

Nos últimos séculos Londres se tornou o polo comercial da Terra, concentrando o maior volume de investimentos privados e recebendo a maior quantidade de turistas do mundo. Essa, inclusive, é uma das razões que mais afasta pessoas de Londres: é que elas já foram lá inúmeras vezes!

 

Mas para além das finanças, da Abbey Road e do Big Ben, a capital inglesa abriga uma enorme diversidade de pubs, teatros, universidades e, claro, casas de chá pouco conhecidas pelos turistas no geral. Se você já conhece Londres como a palma da mão, continue com a gente e confira 4 experiências fora do óbvio imperdíveis.

 

The Natural Philosopher

 

A cultura de pubs na Inglaterra é bastante repercutida no mundo inteiro, mas poucos sabem de onde ela surgiu. No início da Revolução Industrial, no século XIX, a higiene nos lares das pessoas era muito inferior à higiene dos pubs, a água encanada na época ainda era pouco tratada, e por isso a cerveja dos bares era vista como uma opção mais saudável de bebida.

 

Com a prosperidade das indústrias, que funcionavam até tarde da noite, as pessoas começaram a frequentar cada vez mais os pubs e, em 1870, atingiu-se o pico de 1 pub para cada 116 pessoas! Com tanta concorrência, os estabelecimentos buscaram se diferenciar, utilizando diferentes estilos estéticos e decorativos. Surgiu até mesmo os “secret pubs”, bares exclusivos que ficavam escondidos nos fundos de lojas ou, até mesmo, por trás de bibliotecas.

 

O The Natural Philosopher é exemplo disso: o bar, que apresenta um visual retrô bastante aconchegante, fica camuflado em uma antiga loja de reparos de iMacs, sua presença despercebida aos desavisados. Deleite-se com drinks e petiscos tradicionais ingleses, aproveite o ambiente petiscos da casa e curta a boa música de fundo para, como o próprio nome sugere, engajar-se em longas conversas com um bom amigo(a). Cheers!

Com um ambiente diferenciado, parte museu de Macs, parte casa tradicional inglesa, o The Natural Philosopher é um pub como poucos. Confira mais no link: www.youtube.com/watch?v=JTbTsqtmgH8

 

 

Boujis

 

Se agitação de primeira linha é o que você procura, então a Boujis é o lugar para você conhecer. A boate ultra-elegante é famosa por oferecer uma experiência VIP diferenciada, com performances exclusivas de artistas como Lady Gaga e Kings of Leon.

 

Mas os famosos não ficam apenas nos palcos da Boujis: Kate Moss, Lindsey Lohan, e até mesmo o Príncipe Harry já foram vistos curtindo a noite na balada. Com uma variedade enorme de drinks e cocktails, e uma pista de dança com piso de luzes LED agitada por um trilha sonora eclética, a experiência na Boujis é única e alucinante.

 

A boate abre de terça a domingo, mas para aqueles que gostam de um espaço mais tranquilo para comer e conversar, o melhor dia para ir é na quarta-feira, no dia da Boujis Bazaar: sushi, hip-hop e uma ambiência agradabilíssima são garantias.

 

 

Twinings Café

 

Não dá para falar em Londres sem falar nas deliciosas casas de chá que os londrinos tanto se orgulham. Desde que começaram a importar as deliciosas especiarias nas grandes navegações, o “afternoon tea” se tornou um dos hábitos culturais mais fortes do país.

 

Para uma experiência autêntica, você não pode deixar de conhecer a Twinings Café, a casa de chá mais antiga do país. Ela foi aberta pelo comerciário Twining, um dos primeiros a trazer o chá para o Reino Unido, ainda em 1706. Ademais, desde 1837 o Twinings Café é quem provê as casas da realeza com seus amplos estoques de chá.

 

Quer se deliciar com o mesmo chá que a rainha toma? Então não deixe de comparecer ao Twinings da avenida Strand, a primeira e mais tradicional casa da franquia. Mas não se assuste com a quantidade mastodôntica de chás: basta pedir auxílio para a gerente da loja que ela fará recomendações com base nas suas predileções.

 

 

Le Gavroche

Embora tenham tido muitas desavenças históricas com os franceses, é fato que os ingleses sabem apreciar a boa culinária: por incrível que pareça, Londres abriga uma das maiores concentrações de restaurantes franceses por metro quadrado no mundo!

 

O Le Gavroche é um deles: chefiado por diferentes gerações da família Roux, uma das mais conhecidas na alta gastronomia europeia, o restaurante foi o primeiro no Reino Unido a ser homenageado com uma estrela Michelin. Não satisfeito, foi o primeiro também a receber duas e três estrelas do guia culinário francês.

 

Sempre foi muito frequentado pelas elites de Hollywood, a exemplo de Robert Redford e o inigualável Charlie Chaplin, atraídos pelo sabor tradicional de pratos clássicos franceses, complementados com sutis toques contemporâneos. Para completar com chave de ouro, o Le Gavroche apresenta uma ambiência impecável, calma, aconchegante, e incrivelmente glamourosa.

 

Esses são apenas 4 locais que você não pode deixar de conhecer em Londres, mas é fato que na megalópole inglesa se escondem uma infinidade de “hidden gems” esperando ser descobertas por você. Conheça Londres como nunca antes: fale com a FredTour e viaje com o maior conforto possível. #VivaOExtraordinario

Compartilhe
TAGS
#Boujis  
#Inglaterra  
#Le Gavroche  
#Londres  
#sabores  
#The Natural Philosopher  
#Twinings Café  
SABORES

POSTS RELACIONADOS

Moscou em 4 pratos

Guerras, cavalos e baionetas; história, Bolshoi e poesia; tradição, drama e megalomania. No início do século XX a Rússia era um...

Destinos indispensáveis para enólogos e amantes de vinhos

Poucos sabem, mas as bases do vinho tem origens na China, em meados de 9000 antes de Cristo. Relatos e evidências h...

Tóquio em 4 pratos

Cogumelos portabello  fatiados, cebola amarela em anéis finos, corte de lombo bovino, arroz ao vinho “mirin” e macarrão shirit...