Destinos indispensáveis para enólogos e amantes de vinhos

GUIA DE VIAGEM
ROLAR PARA VER

A região do Caribe abriga verdadeiros tesouros. Barbados é um deles e surpreende em variados sentidos

Banhado pelo Oceano Atlântico e pelo Mar do Caribe, o país insular apresenta praias paradisíacas que já seriam por si só determinantes do esplendor da regiãoPorém, junto ao aconchego das águas mornas, à beleza do mar azul cristalino e da areia branca, Barbados traz muitas outras surpresas e pulsa cultura e autenticidade.

O local também tem costumes curiosos. Por ter sido colônia inglesa, além da natural alma caribenha, Barbados apresenta heranças típicas britânicas, como o famigerado chá da tarde, o críquete como esporte nacional e a utilização da mão direita no trânsito.  

A ilha, que é uma das mais desenvolvidas do Caribe, apresenta boa estrutura turística, encantadoras atrações naturais, vida marinha fascinante, comida e bebida de qualidade e diversos festivais anuais. 

O principal evento é o Crop Over, conhecido como o carnaval de Barbados e caracterizado por muita festa e música pelas ruas. E o mais interessante é que ele se assemelha muito ao do Brasil, com trios elétricos e uso de fantasias!       

Motivos não vão faltar para visitar, desbravar e se surpreender com Barbados, terra da cantora Rihanna e que promete atender a todos os gostos. Saiba mais! 

Vale de Constantia na Cidade do Cabo, África do Sul. A Cidade possui algumas das vinícolas mais tradicionais de todo o hemisfério sul.

 

 

Ao longo do século passado a produção de vinhos no país foi bastante prejudicada pelos embargos europeus e americanos. Com o fim do apartheid na década de 90 o país voltou a poder exportar vinhos, o que movimentou investimentos para o setor e gerou uma espécie de renascença na região, que desde o fim do século XIX não via um período tão positivo para a indústria.

 

A maior parte da produção é feita no Vale de Constantia, que assim como Bordeaux apresenta um clima marítimo e produz, principalmente, uvas cabernet sauvignon. A vinícola mais tradicional do Vale é a Groot Constantia, considerada por muitos a melhor em toda a África. Seu Cabernet Sauvignon de 2012, por exemplo, ganhou uma série de prêmios internacionais. Outros vinhos destaque na região são o Chardonnay e o Pinotage.

 

A Pinotage é a uva tradicional da África do Sul, tendo surgido na região no início do século XX após o cruzamento entre as uvas Cinsault, mais robusta e bastante adepta à climas secos, e a Pinot Noir, que lhe atribui tons suaves e uma leve coloração vermelha. Já a uva Chardonnay tem origens francesas, surgindo a partir do cruzamento entre a uva Pinot Noir e a casta Gouais Blanc, mais difícil de encontrar nos dias de hoje.

 

O Chardonnay é a uva branca mais popular do mundo, em especial do Novo Mundo, com vastas produções na Califórnia, no Brasil e no Chile. Este último, inclusive, abriga a Província de Limarí, que a partir dos anos 90 passou a ganhar cada vez mais espaço na produção de chardonnays, além de sauvignons.

Vale de Limarí, Chile. A influência da Cordilheira dos Andes, sempre presente nos horizontes do Vale, é um dos seus grandes diferenciais.

 

 

O Chile é bastante conhecido por sua produção de vinho, sendo um dos países destaque na América Latina. Mas dois grandes diferenciais da região de Limarí, especificamente, são seu solo, rico em cálcio e argila vermelha, e as Camanchacas, uma espécie de neblina costeira que surge pelas manhãs e se dissipa no fim da tarde quando o Sol surge acima dos Andes, esfriando e umidificando toda a região. Aliás, se não fossem as camanchacas a região dificilmente conseguiria produzir uvas, uma vez que não costuma receber muitas chuvas.

 

Essas são apenas algumas das incríveis regiões vinícolas que cada um desses países abrigam. Se você é um amante de vinhos, então não pode deixar de conhecer pessoalmente como alguns dos melhores tintos, brancos e rosés do mundo são produzidos. Entre em contato com a FredTour e faça uma viagem livre de preocupações e com o maior conforto possível! #VivaOExtraordinario!

Compartilhe
TAGS
#África do Sul  
#Amantes de vinho  
#Château de Goulaine  
#Cidade do Cabo  
#Enólogos  
#França  
#Merlot  
#Roma  
#uva cabernet-sauvignon  
#Vale de Constantia  
GUIA DE VIAGEM

POSTS RELACIONADOS

Bordeaux em 4 pratos

É difícil imaginar um lugar com mais dotes culinários que a França, um dos poucos países do mundo que teve sua gastronom...

3 pubs que você precisa conhecer

Música agradável, ambiente aconchegante, petiscos deliciosos e uma bebida no ponto para tornar tudo ainda melhor: seja qual...

Humor e sabor em San Sebastián

Situada ao norte da Espanha, no golfo da Biscaia, perto da fronteira com a França, San Sebastián é uma cidade res...